PEDÁGIO: GOVERNO BETO RICHA FALA EM HERANÇA RUIM DE LERNER E CAMPAGNOLO CONDENA PRORROGAÇÃO

Na semana passada o grupo chamado “empresários do G7” – que reúne representantes da Fiep, Faep, Fecomércio, Fetranspar, Faciap e ACP – foi convidado pelo Governo do Estado para conhecer detalhes da herança que o pedágio deixou em funções de aditivos nos governos Jaime Lerner.

Segundo fontes do Palácio, a herança deixada pelo Governo Lerner foram aditivos que retiraram 487 km dos 885 Km de duplicações, terceiras faixas e marginais previstas no contrato original.

O discurso do Governo é de retomada das obras de duplicação de trechos que haviam sido excluídos dos contratos originais durante o Governo Jaime Lerner, sem deixar uma conta para outras gestões.

Atualmente estão em andamento as obras do Contorno de Mandaguari, duplicação entre Jandaia do Sul/Apucarana, duplicação Medianeira/Matelândia, Contorno de Campo Largo e a duplicação entre Cambé e Warta, na PR 445, todas obras realizadas pelas concessionárias dos respectivos trechos.

Há muita desconfiança na oposição e mesmo nos meios empresariais sobre as conseqüências que essas negociações do Governo com as Concessionárias poderão trazer na medida em que as empresas não farão nenhum avanço sobre obrigações que já foram retiradas dos contratos sem a devida contrapartida. Isso já fez com que se especulasse que o Governo estaria negociando a prorrogação dos contratos em troca da retomada de duplicação de trechos excluídos em aditivos anteriores.

A desconfiança foi manifestada no Jogo do Poder de domingo quando o Presidente da Fiep, Edson Campagnolo, afirmou que a prorrogação dos contratos de pedágio é uma hipótese totalmente absurda. “Eu não sei como alguém pode pensar em prorrogação”, disse Campagnolo.

 

foto (4)

O presidente da Federação das Indústrias do Parana – FIEP, Edson Campagnolo, foi o entrevistado do Jogo do Poder PR deste domingo (11/08). Criada em agosto de 1944, a FIEP é a entidade de representação da indústria paranaense. A entidade coordena, protege e representa legalmente as diversas empresas do setor industrial no Estado. O programa vai ao ar todos os domingos a partir das 23h, na Rede CNT (Canal 06, em Curitiba).