CUBANOS VÃO ATENDER POBRES E ÍNDIOS: E MAIS MÉDICOS COMEÇA SEGUNDA FASE

Para Boaventura de Souza Santos a “excessiva parcelização e disciplinização do saber científico faz do cientista um ignorante especializado” e isso acarreta efeitos negativos para toda a sociedade. No caso da medicina, a “hiperespecialização do saber médico transformou o doente numa quadrícula sem sentido quando, de facto, nunca estamos doentes senão em geral”. Disso resulta que “o médico generalista, cuja ressureição visou compensar a hiperespecialização médica, corre o risco de ser convertido num especialista ao lado dos demais” (Um Discurso Sobre as Ciências).

No Brasil o que se viu nos últimos anos foi a entrada em extinção do clínico geral e a falta absurda de médicos para atender no sistema público nas unidades básicas de saúde, sobretudo nos rincões mais pobres e foi a partir desse diagnóstico que o Brasil abriu suas fronteiras para médicos estrangeiros.

Os desdobramentos dessa decisão já são uma realidade e os resultados não tardarão.

O primeiro grupo de 400 médicos cubanos que veio atuar no Brasil vai atender 29,4% dos 701 municípios que não foram selecionados por nenhum médico no chamamento individual do Mais Médicos. Ou seja, locais relegados ao abandono e que não foram escolhidos.

334 cubanos devem atuar em 182 municípios com 20% ou mais da população em situação de extrema pobreza; 26 médicos vão para 24 regiões metropolitanas e 40 vão para 13 distritos indígenas.

A segunda etapa de inscrições do Programa Mais Médicos já teve início e 3.016 profissionais se inscreveram. Do total, 1.414 têm diploma do Brasil e 1.602 são formados no exterior. Os municípios também puderam aderir novamente ao programa: 514 cidades e 25 distritos indígenas requisitaram médicos.

Dos 3.016 médicos inscritos no segundo mês de seleção do Mais Médicos, 951 profissionais concluíram o cadastro e estão aptos a escolher os municípios onde querem trabalhar. Os profissionais formados no Brasil ou com diploma revalidado têm até o dia 4 para fazer a escolha do município. Os profissionais que têm diploma do exterior devem aguardar a divulgação das vagas disponíveis, marcada para o dia 13 de setembro.