DILMA LIBERA R$ 5,3 BI PARA O PARANÁ E BETO FALA “EMPENHO” DA UNIÃO

Depois de passar quase todo o seu período de mandato até agora vaticinando que o Governo Federal não atendia o Paraná e criticar os ministros paranaenses por isso, o governador Beto Richa parece que resolveu mudar o discurso e assumir uma boa relação com o Governo Federal.

O Governador vai mudando a estratégia para agora aproveitar-se da recuperação da imagem da rainha nas pesquisas. É assim que é a política.

Foi o que se viu na fala de Beto na passagem da rainha Dilma hoje pelo Paraná. “Este é um momento histórico para a nossa capital que se concretiza em razão do empenho da União, governo estadual e município”, afirmou o governador no ato em que Dilma anunciou a liberação de cerca de R$ 5,3 bilhões para o Paraná.

Governador Beto Richa e a presidente Dilma Rousseff, no evento para anunciar investimentos do PAC da Mobilidade para Curitiba, com a presença do prefeito Gustavo Fruet, do vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns, a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffman e demais autoridades. Curitiba, 29/10/2013. Foto: Ricardo Almeida/ANPr

Dilma anunciou em Curitiba a solução financeira para a execução da obra do metrô de Curitiba. A primeira etapa do projeto está orçada em quase R$ 4,6 bilhões para instalação de uma linha de 17,6 quilômetros ligando o Sul ao Norte da cidade.’

O total do investimento será de R$ 5,3 bilhões no transporte coletivo de Curitiba e da região metropolitana e a maior parte dos recursos, R$ 4,56 bilhões, será investida na construção do metrô, com 17,6 quilômetros de extensão. Desses recursos, R$ 1,8 bilhão será do Orçamento Geral da União. Mais R$ 1,4 bilhão serão financiados em condições privilegiadas, com 30 anos de amortização, cinco anos de carência e juros subsidiados.

Do valor total, a União vai entrar com R$ 1,8 bilhão a fundo perdido, além de liberar um empréstimo de até R$ 700 milhões para a Prefeitura de Curitiba. Ao Estado caberá uma parcela de R$ 700 milhões, também com financiamento federal, enquanto a iniciativa privada será responsável por R$ 1,36 bilhão do investimento.