IMPROBIDADE: TJ/PR É REFERÊNCIA EM CUMPRIMENTO DE META DO CNJ

Nesta semana o Conselho Nacional de Justiça lançou o relatório Justiça em Números. De acordo com estudo anual, a produtividade dos juízes e tribunais aumentou no decorrer de 2012, mas ainda está longe de ser o suficiente para dar conta do trabalho. De acordo o relatório, o Brasil fechou 2012 com 92,2 milhões de processos em tramitação, dos quais 64 milhões eram ações pendentes de julgamento e 28,2 milhões foram ajuizadas ao longo do ano. Ou seja, o acervo representa 70% do trabalho do Judiciário. Clique aqui para ler a notícia. (Conjur).

O Relatório da Pesquisa Justiça em Números 2013 divulgado recentemente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) deu expresso destaque ao Tribunal de Justiça do Paraná que aponta para um crescimento em todos os indicadores de estrutura e força de trabalho. Diante desse novo quadro constatado, o TJPR passou a ser incluído no grupo dos tribunais de grande porte, ao mesmo tempo em que viu sua eficiência ser elevada.

O presidente do TJ, desembargador Guilherme Luiz Gomes, parabeniza e agradece aos desembargadores, juízes, servidores e demais colaboradores do Poder Judiciário paranaense, pelo  esforço e comprometimento despendidos por  todos nesta conquista, o que demonstra o compromisso da magistratura e dos servidores em prestar um bom serviço ao povo do Paraná.

Além disso, o presidente aponta para os novos desafios: “agora, com o bom resultado obtido, teremos ainda melhores condições para dar continuidade a novos projetos e ações, com a finalidade de avançar crescendo no cenário nacional, como um dos melhores e dos mais respeitados tribunais do país”, enfatizou o desembargador.\

No primeiro semestre o TJ/PR já havia ficado em primeiro lugar no Brasil no julgamento das ações de improbidade, também segundo relatório do CNJ.

Tribunais de Justiça do Sul do Brasil já cumpriram 61%

O relatório agora apontou que os Tribunais de Justiça dos três estados da região Sul cumpriram juntos, até esta sexta-feira (18/10), 61,2% dos processos pendentes para o cumprimento da Meta 18 estabelecida pelo Conselho Nacional de Justiça. O objetivo da meta é  julgar até o final deste ano todos os processos de crime contra a administração pública e ações de improbidade administrativa, distribuídos até 31 de dezembro de 2011.

O Tribunal de Justiça do Paraná se destaca, com o cumprimento de 81,65% da Meta, mesmo com o maior volume de processos a julgar à época  da definição do CNJ: 6.442. O CNJ tem uma planilha atualizada em tempo real pelos tribunais, que permite a transparência do processo. Para ver o resultado nacional, clique aqui.

A Meta 18 foi estabelecida no VI Encontro Nacional do Poder Judiciário, promovido pelo CNJ em novembro de 2012, em Aracaju/SE, e abrange também os processos distribuídos à Justiça dos estados e ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Agência CNJ de Notícias