INADIMPLÊNCIA CAIU. E OS JUROS AO CONSUMIDOR, NÃO CAEM?

O índice de inadimplência voltou a cair. O Serasa Experian recuou 2,8% em setembro em relação a agosto. É a na quarta queda mensal consecutiva no ano.

Na comparação com setembro de 2012 caiu 10,8%. O acumulado do início de 2013 até o mês setembro/2013 houve alta de 0,7% sobre um ano antes. De janeiro a agosto de 2013, o índice estava em alta de 2,2%.

As dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas e prestadoras de serviços como telefonia e energia elétrica) e a inadimplência com os bancos foram as principais responsáveis pela queda do indicador, com variações negativas de 2,6% e 2,9%, respectivamente, na comparação com agosto.

Os títulos protestados caíram 20%. Os cheques sem fundos apresentaram variação nula no índice de setembro, segundo a empresa.

“A manutenção das baixas taxas de desemprego, o recuo da inflação após as fortes altas verificadas durante o primeiro semestre e a atitude mais cautelosa dos consumidores perante a contratação de novas operações de crédito têm contribuído para queda sistemática da inadimplência ao longo destes últimos meses”, informou a Serasa em comunicado à imprensa.

Alguém ouviu que os juros bancários ao consumidor caíram?

O argumento dos banqueiros e economisde que os juros são altos em razão da inadimplência parece ser uma nota de três.