BETO RICHA SEGURA AUMENTO DO IPVA

O governador Beto Richa autorizou nesta quinta-feira (12/12), em Londrina, a publicação da tabela de valores venais utilizada para o cálculo do Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2014.

No ano que vem, o imposto ficará, em média, 4% mais baixo para os donos de automóveis em relação a 2013. Para caminhões, a queda foi de 5,6% e para motos de 3,4%, na média. “Além disso, o Estado manteve o desconto de 5% para o contribuinte que quitar o imposto a vista, em fevereiro”, disse o governador Beto Richa.

O Estado utiliza a pesquisa no mercado feita pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) como referência para estabelecer o valor do IPVA a ser recolhido. A alíquota se mantém em 1% do valor do veículo para ônibus, microônibus, caminhões e carros movidos a gás natural. Para motocicletas e similares, automóveis e caminhonetes o índice de cálculo é de 2,5%.

A frota paranaense soma atualmente 6,1 milhões de veículos. Deste total, 4,2 milhões devem recolher o IPVA – cerca de 7% a mais do que em 2013. Estão isentos veículos com mais de 20 anos de uso, taxis e os usados para o transporte escolar, registrados em nome de particular.

A Receita Estadual estima uma arrecadação de R$ 1,95 bilhão com o recolhimento do IPVA em 2014. O valor é aproximadamente 15% maior do que o previsto para este ano. Deste total, 50% são destinados para os municípios.

O contribuinte pode quitar o imposto em fevereiro para garantir o desconto de 5%. Entre março e julho, o recolhimento também pode ser feito à vista (sem desconto) ou em quotas, de acordo com o final da placa.

O proprietário de um carro popular modelo VW/Gol 1.0 (referência 11574400), ano 2012, pagou em 2013 R$ 646,75 de IPVA. No ano que vem o imposto deste tipo de automóvel cai 4,62% e o valor a ser recolhido fica em R$ 616,90.