GILBERTO FERREIRA É DESEMBARGADOR NO TJ/PR

Em sessão extraordinária do Tribunal Pleno, realizada na tarde de hoje (3/12), o juiz Gilberto Ferreira foi promovido pelo critério de antiguidade ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça do Paraná, vaga decorrente da aposentadoria do desembargador Antônio Martelozzo

 

Gilberto Ferreira foi estagiário no escritório do saudoso advogado Roberto Machado e iniciou a carreira como advogado em Curitiba e depois ingressou na magistratura como juiz substituto em Jacarezinho (1984) e foi titular das Comarcas de São Jerônimo da Serra, Ribeirão Claro, União da Vitória, Paranaguá e Curitiba, sendo atualmente juiz substituto em 2º grau, com atuação na 3ª Câmara Criminal.

Foi professor e diretor-geral da Escola da Magistratura do Paraná; presidente da Associação dos Magistrados do Paraná – AMAPAR; coordenador da AMB para a Região Sul; juiz auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça; integrante do “Projeto Paraná Sentença em Dia” e membro efetivo do Tribunal Regional Eleitoral.

É mestre em Direito das Relações Sociais, especialista em Direito Contemporâneo, Direito Processual Civil e Direito Civil.

A posse está marcada para o próximo dia 13, às 17h, na Sala do Pleno do TJPR .

Além disso, Gilberto Ferreira é autor da obra “Minhas Histórias”, um livro dividido em 100 crônicas, 70 pensamentos, 7 poesias, 15 trovas, um discurso e três casamentos realizados em trovas. Nas páginas o leitor desfruta da companhia do autor e viajará por um mundo desconhecido e repleto de novas e deliciosas sensações, pois a obra é inspirada em histórias e momentos por ele vivenciados ou imaginados, retratando fatos engraçados, pitorescos ou com fundo moral. O “Minhas Histórias” de Gilberto Ferreira oferece oportunidade de reflexão e de puro entretenimento. 

Além disso, Gilberto Ferreira é paranaense nascido em Quatiguá-PR.
Formou-se em Direito pela UFPR, é mestre em Direito pela UEL, professor da PUC, do Curso Professor Luiz Carlos e da Escola da Magistratura do Paraná, membro do Centro de Letras do Paraná, da Academia de Cultura de Curitiba – ACCUR e da UBT (União Brasileira de Trovadores) – Curitiba e Cavaleiro da Boca Maldita. E ainda, ocupa a cadeira de nº 48, da Academia Paranaense de Truco – ATRUCO. É também autor dos livros Aplicação da Pena (Editora Forense), O Rio nasce na Montanha e segue rumo ao Mar (Editora Juruá) e o Começo do Mundo (ainda não publicado). Foi o idealizador da Central de Penas Alternativas de Curitiba, a primeira do gênero no Brasil.
Jogador de futebol nas horas vagas.