O TSE PODE TIRAR GRANDES DOADORES DO PROCESSO ELEITORAL JÁ EM 2014

Está na pauta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desta terça-feira um recurso que pode resultar na proibição de doação para campanhas eleitorais de todas as empresas que captaram empréstimo em bancos oficiais (BNDES, CAIXA, BB, etc…) e/ou que sejam controladas ou controladoras de negócios com empresas estrangeiras no Brasil. Se a proposta de voto do Ministro Tóffoli for acolhida os maiores doadores das campanhas estarão fora do jogo já em 2014.

Assim, a exemplo do que está fazendo o STF, o TSE também quer tirar senão todas, pelo menos grande parte das empresas do jogo eleitoral, pois a proposta é para que empresas coligadas, consorciadas, controladas subsidiárias ou controladoras de empresas estrangeiras não possam doar para campanhas eleitorais.