“TELHADO DE VIDRO”: VAQUINHA PARA A PM LUDIBRIA A RPC E GERA POLÊMICA

O Coronel Fadel, da Polícia Militar do Paraná, no entanto, declarou que vê com simpatia a iniciativa da comunidade em colaborar  com a PM, mas que por hora a ajuda “não será aceita”.

 

O coronel Milton Isack Fadel Júnior garantiu  que todos os pagamentos pendentes a oficinas, referentes ao ano passado, foram quitados e que os veículos estão em conserto.“Há demanda reprimida do ano passado. Portanto, o acúmulo de serviço pode fazer com que as viaturas demorem algumas semanas para ficar prontas”, afirmou Fadel. De acordo com o coronel, que responde pelo

No entanto, o Coronel cogita que a comunidade poderá utilizar-se do Conselho Comunitário de Segurança para colaborar e que a aceitação da iniciativa dependerá de entendimentos entre o Conselho e a Secretaria de Segurança.

Mas essa não é a opinião do líder do governo na Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB), que denunciou nesta segunda-feira (10) que a iniciativa foi um factóide armado por pessoas filiadas ao PT, que  “conseguiram ludibriar inclusive a boa fé da RPC, se apresentaram como integrantes do Conselho de Segurança do bairro. A organizadora da ‘vaquinha’ era Claudia Do Rocio Sebastião, que não mora no Sítio Cercado e é conhecida como petista roxa”.

Traiano destacou ainda o aumento extraordinário do endividamento da prefeitura de Curitiba, que está próximo de R$ 1 bilhão, sendo que apenas 35% dessa dívida foi contraída pela atual gestão. “Ninguém pode jogar pedras no telhado dos outros sobre problemas econômicos porque todos têm telhado de vidro”, disse Traiano.