PARA LEMBRAR: ANDRÉ VARGAS, DE 2012 A 2013 NO JOGO DO PODER

De 2012 a 2013 o deputado André Vargas tornou-se Vice-Presidente da Câmara dos Deputados e enfrentou temas polêmicos, como, por exemplo, a defesa da PEC 37 (que limitava os poderes do MP) e a criação do TRF4, além do gesto de levantar o punho ao lado de Joaquim Barbosa na mesa da Câmara dos Deputados. Vale a resenha.

25.10.2013

ANDRÉ VARGAS PÕE NOVOS TRFs NA LDO PARA SEREM IMPLANTADOS

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, André Vargas (PT-PR), articulou para que a previsão para a implantação dos novos TRFs  constasse do texto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), aprovado nesta semana pela Comissão Mista de Orçamento.

A partir daí restará ao Plenário aprovar o texto e abrir caminho para que o STJ, que é presidido pelo Ministro Felix Fischer, que detém competência para implantar os novos tribunais, possa tornar o projeto uma realidade, apoiada e esperada por todas as entidades representativas da magistratura.

06.06.2013

ANDRÉ VARGAS PROMULGA MP QUE CRIA TRFs no Paraná, Minas, Bahia e Amazonas

Sob a presidência do Deputado André Vargas, em exercício, a Mesa do Congresso Nacional promulgou a PEC que cria os novos TRFs. André Vargas havia adiantado ao Jogo do Poder que quando estivesse na presidência da Casa praticaria o ato, que considera “uma conquista da sociedade brasileira por uma Justiça mais próxima do povo, que é o que se concretizará com a criação dos novos TRFs”.

 

16.04.2013

ANDRÉ VARGAS DEFENDE PEC 37

O Vice-Presiente da Câmara Federal, Deputado Federal André Vargas, do PT, esteve na Assembléia Legislativa do Paraná na tarde desta segunda-feira e deu declarações consideradas polêmicas sobre a chamada PEC 37.
A Proposta de Emenda Constitucional, que está tramitando na Câmara Federal, retira a possibilidade do do Ministério Público promover investigações isoladamente e, se aprovada, as investigações criminais ficariam sob responsabilidade exclusiva das polícias Civil e Federal, assegurando-se ao MP a participação nelas.
Para André Vargas, a PEC 37 apenas e tão somente repete o que já está na Constituição Federal, ou seja, quem investiga é a polícia e o MP pode participar do processo investigatório, mas não pode fazê-lo isoladamente.
A posição de André Vargas praticamente retrata a opinião, senão de todos, praticamente da maioria dos deputados que compõem a Mesa Diretora da Casa, presidida pelo deputado Henrique Alves.
Há amplos setores no meio jurídico e dentro do congresso que defendem a  PEC 37 e há também amplos setores defendendo o poder de investigação do MP, e André Vargas reclama que os ataques dirigidos aos que estão se postando a favor da PEC são ilegítimos, pois “estamos numa democracia” e é normal ter pessoas a favor e contra determinadas idéias.
No PT, no entanto, essa posição não é unânime e nem se sabe se é da maioria da bancada do Partido que, até agora, não fechou questão no tema.

14.12.12

ANDRÉ VARGAS VICE PRESIDENTE DA CÂMARA FEDERAL

O DEPUTADO FEDERAL ANDRÉ VARGAS ESTÁ VIRTUALMENTE GARANTIDO NA VICE PRESIDÊNCIA DA CÂMARA DOS DEPUTADOS.
NA ÚLTIMA QUARTA-FEIRA ANDRÉ GANHOU A DISPUTA INTERNA NA BANCADA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES E FOI INDICADO PARA CONCORRER AO CARGO QUE, NA ARRUMAÇÃO COSTURADA NA BANCADA DE SUSTENTAÇÃO DO GOVERNO, FICA COM O PT.

TERÇA-FEIRA, 4 DE DEZEMBRO DE 2012

André Vargas quer ser Vice na Câmara dos Deputados

O paranaense André Vargas está confiante que será o novo vice-presidente da Câmara Federal. O deputado federal garante ter o apoio de 43 dos 89 deputados do PT para sua candidatura. A eleição será em fevereiro. Ele tenta atrair novos apoios dentro da bancada governista, mas enfrenta concorrentes petistas dentro do próprio grupo: Paulo Teixeira (SP), Fernando Ferro (PE) e Décio Lima (SC).

André Vargas é um político obstinado na perseguição dos seus objetivos e a avaliação é de que tem chance de chegar lá.

SEXTA-FEIRA, 17 DE AGOSTO DE 2012

PARANAENSES NA LISTA DE MAIS INFLUENTES DE BRASÍLIA

Os senadores Roberto Requião, do PMDB, e Alvaro Dias, do PSDB, e os deputados Abelardo Lupion, do DEM, André Vargas, do PT, e Rubens Bueno, do PPS, Dr. Rosinha, do PT, e Osmar Serraglio, do PMDB apareceram bem na sondagem do mais influentes de Brasília. Os dois senadores e os cinco deputados federais estão entre os 100 “Cabeças” do Congresso Nacional, escolhidos pelo Diap – Departamento Intersindical de Assistência Parlamentar. Ao todo são 61 deputados e 39 senadores. Os dois partidos com maior número de parlamentares na elite são o PT, com 28 nomes, detentor de maior bancada na Câmara dos Deputados e o PMDB, segunda maior bancada, com 16. Na terceira posição em número de parlamentares está o PSDB, com 12 nomes. Esta é a 19ª edição dos “Cabeças”.

23.01.12

Vargas: Rosinha e Veneri não tem voto

As declarações do deputado federal André Vargas, nesta segunda-feira, de que o PT não tem uma “candidatura competitiva” em Curitiba se espalharam como pólvora pela base do partido que não quer apoiar Gustavo Fruet (PDT). Para Vargas, bom de voto no PT só a ministra Gleisi Hoffmann e o deputado federal Angelo Vanhoni, mas Gleisi não deixará a chefia da Casa Civil e Vanhoni “pensa como a gente”.
Ou seja, as declarações dadas por Vargas, no seu estilo direto e claro, foram mais uma ducha de água fria nas pretensões do deputado federal Dr. Rosinha e do deputado estadual Tadeu Veneri. “ Não têm a competitividade necessária para fazer um debate sobre Curitiba, melhorar a vida da cidade”, disse.
Rosinha e Veneri não se defenderam. Silêncio no twitter e nas redes sociais de ambos