5,6 BILHÕES DE VERBAS FEDERAIS: ATO COM DILMA TORNA O METRÔ REALIDADE EM CURITIBA

A Presidente Dilma Roussef (PT) estará na capital paranaense nesta sexta-feira para assinar a autorização para a publicação do edital definitivo da obra do metrô.

O prefeito Gustavo Fruet (PDT) informou que em dez dias ocorre a publicação do edital e em mais 45 dias já poderá ser revelada a empresa construtora

A pretensão do Prefeito é de assinar o contrato ainda em 2014 para que as obras da primeira fase, orçadas em R$ 4,5 bilhões, se iniciem até o começo de 2015.

 

O metrô é uma antiga reivindicação da cidade de Curitiba e vai atuar de modo complementar aos outros modais de transporte já existentes na cidade, especialmente das chamadas linhas expresso, dos ônibus bi e tri-articulados que circulam em canaletas exclusivas, sistema do qual a cidade é precursora.

É a terceira vez que Dilma vem a Curitiba para tratar do tema.

lancamento_metrocuritibano_foto_gilsoncamargo_13_10_11curitiba
A presidente Dilma Rousseff, o vice-governador do Paraná, Flávio Arns, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann e o governador do Paraná, Beto Richa, durante a solenidade realizada ontem (13/10/2011) no Salão de Atos do Parque Barigui, em Curitiba.

Além do ato que torna o metrô uma realidade definitiva em Curitiba, Dilma também está trazendo o anúncio de outras obras igualmente importantes para a cidade: a ampliação da capacidade e velocidade das linhas de ônibus BRT, remodelação da linha Inter 2 e a conclusão da Linha Verde.

A conclusão da chamada linha verde, a urbanização do trecho de uma Br que atravessava a cidade, de importância fundamental para os usuários, é uma providência bastante cobrada pela população e o atraso na sua conclusão foi objeto de muita crítica aos prefeitos que antecederam Fruet.

A remodelação da linha Inter 2 é também uma providência muito esperada dada a sua importância para a população usuária desse sistema, onde os ônibus operam para ligar os terminais atendidos pelos expressos.