Enchentes: Defesa Civil ainda não formalizou pedido de ajuda ao Governo Federal

A Defesa Civil do Paraná estima que os prejuízos causados pelas chuvas que atingiram o estado cheguem a R$ 1 bilhão. Até o momento, mais de R$ 500 milhões em prejuízos já foram confirmados. “Ainda não terminamos o levantamento, porque União da Vitória, por exemplo, ainda está debaixo d’água”, explica o coordenador estadual da Defesa Civil, Coronel Adilson Castilho Casitas. As informações são da Gazeta do Povo.

De acordo com o coronel, a fase de socorro às vítimas já está quase no fim. Depois disso, será feito um levantamento real dos prejuízos. “Nós só não fizemos o pedido de mais recursos ainda porque estamos checando com as prefeituras”, explica Castilho. “Após o encerramento do socorro às vítimas os municípios têm dez dias para apontar os danos causados”, esclarece Castilho. “Os valores devem chegar a R$ 1 bilhão”, afirma.

Segundo ele, no máximo na semana que vem o governo estadual vai pedir formalmente ao governo federal essa ajuda, mesmo que o levantamento não esteja formalmente terminado.

Uso dos recursos

Os recursos devem ser usados para o conserto de pontes, estradas rurais, rodovias, residências e prédios públicos danificados pela chuva. “Os municípios não vão ter recursos para isso sozinhos”, afirma o coordenador da Defesa Civil.

Segundo o coronel, os municípios de Guarapuava, Cascavel e União da Vitória são os que apresentam situação mais crítica. “O município de União da Vitória está em situação de calamidade pública”, lembra Castilho.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, o abastecimento de água e energia elétrica já foi 100% reestabelecido em todas as cidades atingidas pelas chuvas. O próximo passo é liberar as vias de acesso.