Saudade do PT que não tinha medo de ser feliz!

Tudo está a indicar que Temer recuperou o fôlego, perdido após o voraz ataque JBS/Globo que lhe foi desfechado após a revelação (no Globo) da famosa gravação no Jaburu e do desfile da mala de Rocha Loures nas alamedas paulistas.
A reação de Temer deve-se, primeiro, a sua inegável capacidade de tratar com o Congresso, um erro da Globo que o chamou para a briga onde ela mais sabe brigar, sem avaliar corretamente as conseqüências: vai tomar uma invertida!
Em segundo lugar, a fragilidade da alegação do MPF como base para a cassação, sem nenhuma prova de que tivesse autorizado a transação de Rocha Loures ou de que fosse o destinatário da propina, exposta no relatório infantil de Zveiter, onde se repetiu inúmeras vezes a palavra “indícios” como fundamento da abertura de uma “investigação”.
Ora, trata-se de um processo destinado a cassar e não investigar o presidente, no qual tem que ter prova e não indício.
Não tem nenhum sentido jurídico pretender afastar Presidente da República com base em indícios, pois, apesar de político, o julgamento não pode prescindir da causa e do fundamento jurídico, senão seria um simulacro de parlamentarismo.
Em terceiro lugar, porque Temer está entregando o que prometeu a elite financeira/industrial paulista e tem o direito à respectiva contrapartida: disso decorre o alinhamento da mídia paulista na defesa do seu governo, cujo ato mais eloqüente foi o ataque frontal da Record à Globo, e a desmoralização pública de Tasso, ante a palavra de Dória de que não fala pelo partido quando o tema é cassação de Temer.
O esquema Globo/JBS para expulsar Temer vai se isolando e só se mantém vivo porque a esquerda ainda lhe faz coro com o Fora Temer.
Eu, que nunca fui e não sou petista, sinto alguma saudade daquele PT moralista, lacerdista, radical e xiita da década de 1980, que não fez nenhuma aliança na eleição de 1982, não foi ao Colégio Eleitoral votar em Tancredo e depois recusou-se a participar do Governo Itamar denunciando que tudo era um acordo de elites contra o povo.
Não concordei com o Partido em nenhuma das 3 ocasiões, mas devo dizer que realmente aquele PT não tinha medo de ser feliz.
Pois bem, o que é a briga Temer x Globo/JBS?
Apenas uma troca de verdugos: colocar outro que faça com mais eficiência o que este não está fazendo contra os trabalhadores.
Parece que as centrais sindicais e o povo já viram isso, razão pela qual não tem greve e ninguém está na rua.
Então, registro a saudade do PT radical e irresponsável que mandava tudo às favas e ia embora chamando o povo para as ruas para construir um projeto de nação decente!
Se fizesse isso hoje, a Globo ia para a lona já!